top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Filme - LONGTIME COMPANION - MEU QUERIDO COMPANHEIRO - Norman Rene

O filme "Meu Querido Companheiro" é uma produção independente e foi lançado em 1989, sendo considerado o primeiro filme a estrear em cinemas dos Estados Unidos sobre o hiv/aids.


Dirigido por Norman René, é dividido em capítulos, cada um correspondente a um ano, e conta como a pandemia de aids afetou pessoas de formas diferentes ao longo dos primeiros anos.



O nome original do filme, "Longtime Companion", vem do eufemismo com que os maridos sobreviventes dos falecidos por complicações advindas da aids eram chamados nos jornais estadunidenses, meros "companheiros de longa data", sentido que se perdeu com o nome dado ao filme aqui no Brasil.


A história se inicia em 1981, com várias pessoas lendo no jornal sobre a notícia de uma estranha doença que estaria afetando os homens gays.


Alguns se mostram mais preocupados, enquanto outros não acreditam na seriedade da situação.


O filme é dividido em saltos temporais, que demonstram o impacto e a evolução da pandemia de hiv/aids. Em 1982, por exemplo, um dos participantes de um grupo de amigos é acometido por doenças oportunísticas.


A realidade da aids vai afetando cada vez mais as personagens, como uma tempestade que começa aos poucos mas depois cai sem descanso.


A dor está muito bem retratada no filme, não só a física, mas a psicológica. Cenas como a de um homem envergonhado por ter evacuado em sua fralda, ou a de uma pessoa que precisa ligar para um serviço telefônico voluntário perguntar sobre funerárias que aceitassem preparar o funeral de um amigo que acabou de falecer por complicações advindas da aids são exemplo disso.


Desde o nome do filme até o seu final, mostra - se como o hiv/aids foi e ainda é cercado por eufemismos, metáforas, mas principalmente omissões.

22 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page