top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Livro - AS PRATICAS EDUCATIVAS DA AIDS NO JORNAL NOS POR EXEMPLO - Adolfo Veiller Souza Henrique

O jornal "Nós Por Exemplo" foi produzido por Sylvio de Oliveira, um educador social de projetos de prevenção à aids /ists no Rio de Janeiro, e pretendia fortalecer os grupos vulneráveis ao hiv/aids.



Ao longo do tempo, passou a contar com um encarte específico: “Agaivê-hoje”. Era um jornal dirigido primordialmente ao público gay, pioneiro na maneira de lidar com a homossexualidade e a aids.


Como objetivo do livro "As Práticas Educativas da Aids no Jornal Nós Por Exemplo", o autor busca analisar os discursos de ordem médico-educativa sobre a aids publicados no jornal "Nós Por Exemplo", voltados para o público gay, nos primeiros anos da década de 1990, mais especificamente do período de 1991 a 1995, ou seja, no tempo "pré-coquetel".

Após uma breve digressão sobre a natureza de sua pesquisa, o autor trata, no primeiro capítulo, sobre o jornal em questão, em seu viés educativo.


No segundo tópico, ele discute a história dos homossexuais a partir das histórias contadas no Nós Por Exemplo.


Por fim, o terceiro tópico é dedicado a entender a história da aids enquanto uma enfermidade e suas formas de estigmatizar enquanto uma “peste gay”.

Nele, o autor realiza um debate sobre aids, estigma e o cuidado de si.


O segundo capítulo busca entender o modelo de cuidado dedicado ao corpo veiculado no jornal Nós Por Exemplo. Para tanto, há um mergulho nas orientações de prevenção contidas no impresso, como por exemplo o “use camisinha” ou a “Pedagogia da aids”.


Ele discute também os preconceitos, as discriminações e os estigmas ou as penitências sofridas por pessoas vivendo com hiv através dos depoimentos de pessoas que perderam seus companheiros, amigos e pacientes (no caso da médica Marcia Rachid) para a aids.


No terceiro capítulo, o autor debate os discursos da médica Marcia Rachid e as suas contribuições médico-discursivas no combate à aids. Somam-se a isso as sensibilidades em esperança, amor e de amizade contidas no jornal sobre o desejo da cura para uma doença que ceifou a vida de muitos gays na década de 1990, a partir das entrevistas de João Silvério Trevisan, Lucinha Araújo, Renato Russo e Ney Matogrosso publicadas no impresso.


O livro, que foi lançado em junho deste ano, pode ser adquirido na Amazon.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page