top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Livro - AS VEZES - Marlon Souza

Publicado em 2017, o livro ÀS VEZES narra a história de Téo, um rapaz de 18 anos que descobre viver com hiv após uma noite de sexo com uma linda menina, que sabia de sua situação e não fazia o tratamento.





Seus primeiros passos são dados com o suporte de uma psicóloga, e o autor descreve a importância de um suporte psicológico e de um verdadeiro acolhimento médico para o sucesso do tratamento do hiv.


Por exemplo, em uma conversa com sua psicóloga sobre sua infecção, a mesma lhe diz:


"Posso ser sincera? — pergunta, me fazendo olhar direto para seus olhos. — Essa menina precisa de mais ajuda que você. E você não pode deixar se levar por uma pessoa que está confusa. Que acha que seu sofrimento irá diminuir no instante em que começa o do outro. — Ela faz uma pausa e olha por um instante o seu caderno de anotações. — Não pense mais nela. Sei que pode demorar. Mas você ficar corroendo-se, acumulando ódio dentro de si, não é bom para você. Entende?"


O jovem começa a criar uma rede de acolhimento em torno de si. Primeiramente seus pais, depois seu melhor amigo João, e a partir daí, viver volta a ser cada vez mais fácil.


Ele entra na faculdade e, como nas vidas cotidianas de pessoas que vivem com hiv hoje, após o surgimento dos tratamentos antirretrovirais, surgem novos dilemas afetivos.


Téo se apaixona por uma colega, e passa por todas as dificuldades de um relacionamento sorodiferente.


Amigos de escola, familiares, colegas da faculdade, a obra perpassa a vida deste jovem adulto, e consequentemente de Ana, e ambos orbitam um ao outro.


É um livro relativamente recente, mas mostra como o estigma que recai sobre a pessoa que vive com o vírus ainda é tão forte.


ÀS VEZES é muito bonito, escrito de forma fluida e com uma linguagem bastante acessível e mesmo juvenil, e pode ser uma boa opção de leitura e mesmo para presentear uma pessoa que vive ou convive com hiv, que descobriu seu diagnóstico recentemente, especialmente se for jovem.

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page