top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Minisserie - FIERTES - PROUD - Philippe Faucon



A história se inicia em 1981, no período eleitoral para a presidência, com a esperança de que o candidato François Mitterrand fosse mudar as coisas. Com sua eleição, Victor decide sair do armário, mesmo que há época a Organização Mundial de Saúde ainda considerasse a homossexualidade como uma doença mental.



Victor e Selim são dois estudantes que trabalham com seus pais em uma construção, mas o pai de Victor, após presenciar os dois juntos, demite Selim. Victor conhece Serge, um homem mais velho, e o episódio termina com os dois juntos, comemorando a aprovação da lei antidiscriminação, e Serge lhe diz que foi fazer exames, por precaução...


No segundo episódio, 1999, Victor se tornou um arquiteto e mora com Serge, que vive com hiv há muitos anos. Ao trabalhar em um grande projeto, reencontra Selim, mestre de obras como seu pai. Apesar da atração entre ambos ainda existir, Selim se casou com uma mulher e teve filhos. Seu caso secreto fez com que Victor tivesse vontade de adotar uma criança e formar uma família com Serge, mas para casais gays, a adoção é quase impossível...


Já o terceiro capítulo se passa em 2013, ano em que a lei de união civil entre pessoas do mesmo sexo foi aprovada no país. Victor e Serge adotaram Diego, agora adolescente, aproxima-se cada vez mais de seu avô, que por sua vez se transformou radicalmente desde o primeiro episódio. Serge sofre os efeitos colaterais cumulativos de trinta anos de antirretrovirais (vale lembrar que ele começou seu tratamento logo no início dos ARV de alta eficácia, com remédios antigos e que geravam grandes efeitos colaterais).


A questão do hiv é algo que está presente de forma meramente pontual, mas a minissérie mostra, de forma muito interessante, as transformações políticas da sociedade francesa em relação aos direitos LGBTQIA+

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page