top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Serie - AGORA QUE EU JA SEI - Fabiano Cafure

A minissérie "Agora Que Eu Já Sei", de 2019, tem 5 episódios e, em cada um deles, uma pessoa é entrevistada, contando sua história de vida relacionada ao hiv. A série documental busca despertar a importância da prevenção ao hiv/aids evidenciando tratamentos e questões relacionadas ao universo da infecção pelo hiv.



No primeiro episódio, chamado "Prevenção Sem Tensão", Uirá Clemente (@uiraclemente) descreve como pensou ter se infectado com hiv, até descobrir que não, quando passou a usar a PrEP. Fala também sobre como seria importante a PrEP ser estendida a outros públicos, não só aos grupos aos quais ela é acessível.


Já no segundo, que recebeu o nome de "Muito Além da Prevenção", a decoradora e designer floral Bia Duarte (@biaduartedecor) debate a ausência de inclusão das mulheres trans no mercado de trabalho, tanto que aguardou terminar a graduação para que fizesse a transição. É coordenadora na ASTRAPA, Associação de Travestis e Transexuais da Paraíba, atuando na promoção de direitos, prevenção e promoção da saúde à população trans. Expõe também o uso da PREP como ferramenta de proteção ao hiv.


No terceiro, "A Descoberta", o ativista Welton Gabriel (@w.gabriel) fala sobre como a descoberta de que vivia com hiv foi usada como um caminho de ajuda ao próximo. Fala sobre os desafios sociais da vida com o vírus. Esta costuma ser a maior dificuldade. E como, num dia, no local onde fazia o tratamento, fez seu primeiro acolhimento. O episódio aborda também o Barong, ONG paulistana que tem foco na prevenção ao hiv/aids.


Por sua vez, no quarto episódio, "Viver Positivo", foca-se na história de Rafaela Queiroz, militante que vive com hiv por transmissão vertical e mais conhecida como Rafuska (@rafuskaqueiroz). Ela aborda os recortes da população brasileira mais afetada pela infecção de hiv, que vem afetando cada vez mais mulheres negras. Ainda, por sua vivência com o vírus desde criança, tem também uma experiência única. Fala bastante também sobre as mulheres que vivem com hiv e suas gravidezes, abordando bastante o conceito de indetectável = intransmissível.


O quinto e último capítulo, chamado "Semeando Amor" é estrelado por Thaís Renovatto (@thaisrenovatto), cujo livro "5 Anos Comigo" já foi tratado neste blog. Ela foi infectada por seu namorado, e descobriu viver com hiv quando ele faleceu. Ela trata das possibilidades de pessoas viverem com hiv terem vidas completamente normais e plenas, constituindo famílias lindas. O episódio foca no aspecto social da vida com hiv.


A minissérie está disponível no Globoplay, e conta com a direção de Fabiano Cafure. Importante frisar que ela foi feita com recursos da UNICEF Brasil.



15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page