top of page
Buscar
  • Lhivros e Arthivismo

Teatro - NAQUELA NOITE EU OLHEI PELA JANELA E VI A LUA MORRER - Ricardo Brighi

Quem estiver em São Paulo em um dos domingos deste mês de agosto de 2021, poderá assistir à peça “Naquela Noite Eu Olhei Pela Janela e Vi a Lua Morrer”, escrito e encenado por Ricardo Brighi, com direção de Wesley Leal.



Um homem, 65 anos, solitário.


Numa tarde, preso em seu apartamento no centro da cidade, ele recorda o passado, questiona o presente e coloca em dúvida o futuro.


No palco, a vida desse homem, da juventude até o estigma de ser velho, gay e vivendo com hiv. Uma peça-denúncia sobre o envelhecer do gay numa comunidade onde o ideal de beleza e juventude são intensos demais.


O hiv está presente a partir da segunda metade da história. Como uma cereja no bolo, já em meia idade, o personagem descobre sua sorologia positiva. A forma com que o tema é tratado é encantadora e ao mesmo tempo melancólica. Quem já sentiu alguma solidão ligada ao hiv poderá identificar claramente o que a peça quer expressar.


Eu havia assistido à peça virtualmente, e recentemente comprei o livro com o texto da mesma, mas imagino que ver ao vivo seja muito mais enriquecedor.



Brighi, em uma ação solitária, se ampara no texto, sobe ao palco e, através de uma personagem ficcional, dá voz a um tema pra lá de profundo, que é a dor da perda em todos os sentidos, da jovialidade, dos amores passados com o tempo, da força do desejo, da volúpia e, junto a elas, traz a reflexão sobre a solidão, que todos um dia – ou quem sabe agora – circundará.


Serviço:


Nova temporada: de 01 a 29 de AGOSTO

Todo DOMINGO às 17h

Duração: 50 min

Classificação indicativa: 16 anos

Valor: R$ 60 inteira | R$ 30 meia


Ficha técnica:


Texto: Ricardo Brighi

Direção: Wesley Leal

Elenco: Ricardo Brighi

Músicos: Lígia Machado (violino) e Webster Silas (contrabaixo)

Produção: Giostri Cultural


16 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page